Engenharia Civil

Engenharia Civil

 Geral

Conforme previsto nas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia: “O novo engenheiro deve ser capaz de propor soluções que sejam não apenas tecnicamente corretas, ele deve ter a ambição de considerar os problemas em sua totalidade, em sua inserção numa cadeia de causas e efeitos de múltiplas dimensões… As tendências atuais vêm indicando na direção de cursos de graduação com estruturas flexíveis, permitindo que o futuro profissional a ser formado tenha opções de áreas de conhecimento e atuação, articulação permanente com o campo de atuação do profissional, base filosófica com enfoque na competência, abordagem pedagógica centrada no aluno, ênfase na síntese e na transdisciplinaridade, preocupação com a valorização do ser humano e preservação do meio ambiente, integração social e política do profissional, possibilidade de articulação direta com a pósgraduação e forte vinculação entre teoria e prática” (Parecer CNE/CES Nº 1362/2001). De modo a contemplar a concepção do novo engenheiro do curso de Engenharia Civil da Faculdade Luciano Feijão institui como objetivo geral: Formar profissionais com as competências necessárias ao exercício da Engenharia Civil, tendo como pressupostos os princípios que embasam as dimensões da ética, do social, do econômico e do meio ambiente, associados a um sólido conhecimento técnico-científico e gerencial, aptos a desenvolver novas tecnologias e a atuar criativa e criticamente na identificação das demandas sociais e no desenvolvimento, regional e nacional, de forma sustentável.

Específicos

O curso de Engenharia Civil da Faculdade Luciano Feijão tem como objetivos específicos, formar profissionais:
• conscientes de suas responsabilidades ética, social e profissional e comprometidos com o contexto social e com o meio ambiente;
• capazes de atuar profissionalmente de forma transdisciplinar;
• conscientes da necessidade do auto-aprimoramento contínuo;
• com sólida formação técnica, científica e gerencial alicerçada nas competências que caracterizam o egresso desse Curso.
• capazes de impulsionar de modo virtuoso o desenvolvimento da indústria da construção civil no estado e na região nordeste;
• com capacidade de atuação em qualquer outra região do país e do exterior.

Perfil do Egresso

O perfil desejado é o de um profissional com sólida formação técnica e humanística, com responsabilidade ética e social e que integre as competências explicitadas pelo curso, ocupando espaços na sociedade em atividades de Engenharia Civil. São as seguintes as Competências e Habilidades Gerais do egresso do curso de Engenharia Civil da Faculdade Luciano Feijão:
• Utilizar conhecimentos, metodologias e técnicas, diagnosticando, propondo e implementando soluções às necessidades da prática de Engenharia;
• Considerar as questões humanísticas (ética, solidariedade e cidadania), sociais (melhoria do bem estar comum, considerando o individuo e a sociedade) e ambientais (preservação e/ou mitigação do meio ambiente), quando no exercício de suas atribuições profissionais;
• Atuar com visão sistêmica e de avaliar o impacto das soluções de Engenharia num contexto econômico, ambiental e social;
• Gerenciar e empreender;
• Comunicar e argumentar de forma oral e escrita;
• Utilizar a tecnologia da informação como ferramenta para o exercício da Engenharia;
• Não transigir com a qualidade. Com relação a Competências e Habilidades Específicas, o profissional egresso do curso deverá ser capaz de:
• Gerir, supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente;
• Coletar dados, estudar, planejar, projetar e especificar;
• Elaborar estudos de viabilidade técnico-econômica e ambiental;
• Assistir, assessorar e dar consultoria;
• Dirigir obras e serviços técnicos;
• Vistoriar, realizar perícias, avaliações, monitoramentos, laudos e pareceres técnicos, auditorias e arbitragens;
• Desempenhar cargos e funções técnicas;
• Treinar, ensinar, pesquisar, desenvolver, analisar, experimentar, ensaiar, fazer divulgação técnica, extensão;
• Elaborar orçamento, padronização, mensuração e controle de qualidade; 33 Manual Acadêmico 2016.2 – ENGENHARIA CIVIL
• Executar e fiscalizar obras e serviços técnicos;
• Desenvolver produção técnica e especializada;
• Conduzir serviços técnicos;
• Conduzir equipe de instalações, montagens, operações, reparos e de manutenção;
• Executar instalações, montagens, operações, reparos e manutenções;
• Operar e manter equipamentos e instalações;
• Executar desenhos técnicos, atuando em: construção civil, sistemas estruturais, geotecnia, transportes e trânsito, hidrotecnia, saneamento básico, tecnologia hidrossanitária, gestão sanitária do ambiente, recursos naturais, gestão ambiental, serviços afins e correlatos. O egresso do curso de Engenharia Civil da FLF poderá atuar nas seguintes áreas de atividades:
• Construção civil;
• Sistemas estruturais;
• Geotecnia;
• Transportes e trânsito;
• Hidrotecnia;
• Saneamento básico;
• Tecnologia hidrossanitária;
• Gestão sanitária do ambiente;
• Recursos naturais;
• Gestão ambiental;
• Serviços afins e correlatos.

Estrutura do Curso

Duração do Curso: 10 (dez) semestres
Turnos: Noite
Carga Horária:
• Disciplinas 4.020
• Atividades Complementares 120
• Estágio Supervisionado 240 TOTAL: 4.380
Vagas: 100 vagas anuais
Grau: Bacharel

Laboratórios

• Laboratório de Informática – Neste espaço o aluno trabalhará com elementos básicos de computação gráfica, como ferramenta auxiliar no processo projetual, tanto no enfoque arquitetônico como em outros em que seja importante o uso de softwares.
• Laboratório de Hidráulica e Instalações Hidrosanitárias – Este espaço é destinado principalmente como área de ensaios de hidráulica aplicada, mais especificamente nas áreas de escoamento em conduto livre e em conduto forçado. Será utilizado também para ministrar aulas práticas nas atividades ligadas a projeto e execução de instalações hidrossanitárias.
• Laboratório de Mecânica dos Solos – O Laboratório de Mecânica dos Solos desenvolve atividades práticas na área de engenharia geotécnica. Realiza ensaios de classificação e caracterização dos solos, granulometria com sedimentação, compactação, adensamento, cisalhamento e permeabilidade. Possibilita também, o desenvolvimento de pesquisas e de atividades de extensão, contribuindo desse modo para a formação e disseminação do conhecimento na área.
• Laboratório de Materiais de Construção Civil – Neste laboratório o aluno terá oportunidade de observar e praticar atividades básicas da construção civil, além de confeccionar modelos reduzidos Bem como, o aluno tomará contato com os materiais e elementos da construção civil, sua especificação e aplicação e sistemas de construção. Reúne diversos ambientes, para ensaios em geral, sala climatizada, câmara de cura, ensaios com cerâmicas e sala de aula.
• Laboratório de Topografia – Utilizado em atividades relacionadas às atividades de Topografia (execução e fiscalização de tarefas de determinação de coordenadas planimétricas e altimétricas referidas a um sistema local) e para efetuar levantamentos topográficos mediante instrumental eletrônico.
• Laboratório de Eletrotécnica – Destinado a atividades relacionadas a projetos e instalações elétricas em geral. O aluno estudará, na prática, a execução de projetos de instalações elétricas prediais, instalações telefônicas, luminotécnica e ainda noções de automação industrial.
• Laboratório de Química – Utilizado para estudo de argilas, materiais cerâmicos, cimento, asfalto, preservativos químicos e polímeros, incluindo o saneamento ambiental. 35 Manual Acadêmico 2016.2 – ENGENHARIA CIVIL
• Laboratório de Física – É um espaço de apoio onde são realizadas práticas experimentais nas áreas de medidas, erros e gráficos, mecânica, termologia, eletricidade, magnetismo, óptica e ondas.
• Laboratório de Desenho – Utilizado para a aprendizagem e a prática de desenho arquitetônico e de outras demandas de Engenharia Civil. As atividades acadêmicas com prática em laboratório de Informática deverão estabelecer o número de alunos de suas turmas em função da capacidade instalada de computadores e de licenças dos softwares. As atividades acadêmicas com práticas em laboratórios de Engenharia Civil, Física, Química, Topografia e demais áreas deverão definir o número de alunos de suas turmas em função da quantidade de equipamentos existentes e da possibilidade de atendimento contínuo do professor durante as aulas práticas. Quanto às atividades acadêmicas que envolvam visitas a obras de Engenharia, em função do atendimento às regras de segurança das empresas visitadas e da possibilidade de maior controle do professor durante essas visitas, deverão ser limitadas a um máximo de 32 alunos por turma (8 equipes de 4 alunos).

Reconhecimento do curso

Portaria nº 106, de 5 de abril de 2016 (Autorização)

Objetivo Específico do Curso:

O curso de Engenharia Civil da Faculdade Luciano Feijão tem como objetivos específicos, formar profissionais:

  • Conscientes de suas responsabilidades ética, social e profissional e comprometidos com o contexto social e com o meio ambiente;
  • Capazes de atuar profissionalmente de forma transdisciplinar;
  • Conscientes da necessidade do auto-aprimoramento contínuo;
  • Com sólida formação técnica, científica e gerencial alicerçada nas competências que caracterizam o egresso desse Curso.
  • Capazes de impulsionar de modo virtuoso o desenvolvimento da indústria da construção civil no estado e na região nordeste;
  • Com capacidade de atuação em qualquer outra região do país e do exterior.

Coordenação

Francisco Rosas Gomes

Coordenador
Francisco Rosas Gomes

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Ceará (1973). Mestrado em Ciências em Engenharia Metalúrgica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1976) e Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade de Fortaleza( 1992-1994). Professor titular da Universidade de Fortaleza de 1979 à 2013. Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, atuando principalmente nas seguintes áreas: corrosão e térmica.